Buscar
  • webelosocial

Elo Social se Prepara Para Fiscalizar Processo Eleitoral


A eleição municipal deste ano está sendo um teste redobrado para os milhares de candidatos a vereadores e a prefeito, podendo Ter um resultado diferente em relação a outras disputas. Além de tentar atrair a atenção (e principalmente o voto) dos eleitores, os concorrentes começaram a ser observados com mais rigor pela sociedade civil que, cansada das denúncias de corrupção e outros tipos de irregularidade envolvendo políticos, resolveu se mobilizar e fazer alguma coisa para fiscalizar o processo eleitoral. Justamente por ser uma disputa municipal, onde estão em evidência assuntos como transporte público, pavimentação de ruas, saúde e educação, a população começa a perceber que é preciso escolher bem quem vai colocar na Câmara Municipal ou na Prefeitura, pois estão em jogo a solução de problemas da sua rua, do seu bairro, ou melhoria na qualidade de vida da cidade.

Testes para candidatos a vereador e a montagem de um serviço telefônico para o recebimento de denúncias contra o clientelismo eleitoral são algumas das armas preparadas por entidades de distintas áreas para tentar fazer uma “peneira” entre aqueles que disputam um mandato eletivo e desta forma tentar melhorar o nível da classe política.

A indignação dos cidadãos com alguns políticos (as denúncias envolvendo o prefeito Celso Pitta e boa parte dos componentes da Câmara Municipal tornaram-se símbolos da necessidade de mudança) se somou a uma reforma recente na legislação eleitoral. O Congresso Nacional aprovou no ano passado a lei 9.840, que pune com a cassação do registro (ou até mesmo o mandado) o candidato flagrado oferecendo dinheiro ou algum tipo de benefício em troca de votos.

0 visualização0 comentário